Agende sua consulta ou avaliação estética (gratuita)

Contato

Telefone:  (21) 2437-0941

whatsapp:  (21) 9703-1343

email:  dracarolinagasperin@gmail.com

21/08/2017

29/07/2017

Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Destaques

Doutora, eu tenho urticária!

June 14, 2019

A urticária é uma doença que se manifesta com lesões (empolações) avermelhadas na pele, que coçam e incomodam bastante. Podem ter tamanhos diferentes e se juntar formando placas que duram até 24 horas e quando se resolvem, não deixam marcas ou cicatrizes. As mesmas lesões podem reaparecer em seguida, em outras partes do corpo. Em algumas pessoas a urticária pode vir acompanhada de angioedema (inchaço) em diferentes locais do corpo, como: pálpebras, face, lábios, genitália, mãos e pés. O angioedema desaparece mais lentamente e também não deixa cicatriz.

A urticária é uma doença fácil de ser reconhecida devido ao seu aspecto típico, tanto pelos pacientes como pelos médicos. Mas é bastante complexa no que diz respeito às causas e manifestações clínicas.

De acordo com a duração das lesões, as urticárias podem ser classificadas em dois grupos:  Agudas: têm início recente, com tempo inferior a 6 semanas.

Crônicas: as lesões surgem na maioria dos dias da semana e permanecem por tempo igual ou superior a 6 semanas.

A urticária aguda é mais frequente em crianças e adultos jovens. Em geral, os sintomas surgem logo após a exposição como, por exemplo, após ingerir um alimento. As causas mais comuns das urticárias agudas são:  Alimentos, Medicamentos (em especial: analgésicos, antiinflamatórios e antibióticos) e Infecções (causadas principalmente por vírus ou por bactérias).

A urticária crônica, por sua duração prolongada, pode comprometer a qualidade de vida, afetando a relação com o meio social. E, como os sintomas permanecem por mais tempo, são aquelas que necessitam de acompanhamento médico a longo prazo. A urticária crônica, por sua vez, pode ser dividida em 2 subtipos:

 Urticária crônica espontânea: é a mais frequente e as lesões surgem sem que se encontre qualquer fator externo responsável.

 Urticária crônica induzida: as lesões são desencadeadas por fatores externos específicos, identificados pela história clínica e testes de provocação.

Algumas pessoas podem ter mais de um tipo de urticária. Por exemplo, podem ter urticária crônica espontânea associada a urticária induzida. Ou ainda ter duas ou mais urticárias induzidas, como dermografismo e urticária colinérgica.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga a gente

Please reload

Tags